O consumo do tabaco é o principal fator de risco para o desenvolvimento do câncer de pulmão. A mortalidade, por diferentes tipos de doenças e condições de saúde, entre indivíduos que são fumantes, é cerca de 15 vezes maior, quando comparados aqueles que nunca fumaram.

O QUE DIZEM AS ESTATÍSTICAS SOBRE O TABAGISMO?

No Brasil, 428 pessoas morrem todos os dias em decorrência do tabagismo, correspondendo à cerca de 12,6% de todas as mortes. Em nível global, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), esta é a principal causa de morte evitável em todo o planeta.

Quanto mais cedo você inicia o consumo do tabaco e o hábito de fumar, maior o risco de contrair câncer e outras doenças crônicas não transmissíveis. Somente em nosso país, cerca de 75% dos indivíduos fumantes começaram a fumar antes dos 18 anos de idade.

MOTIVOS PARA NÃO FUMAR OU ENTÃO PARAR DE FUMAR JÁ!

  • O cigarro é uma droga, com alto poder de dependência, graças a substância chamada de nicotina. Dentro do cigarro existem ainda cerca de outras 4.700 substâncias tóxicas;
  • No caso das mulheres, o tabagismo aumenta o risco de desenvolvimento da menopausa precocemente e também eleva em 30%, a chance de serem inférteis;
  • Fumar prejudica até mesmo quem não é fumante. Fumantes passivos podem sofrer com crises de asma, rinite, tosse, sinusite, conjuntivite e doenças pulmonares;
  • O tabagismo reduz a taxa de fertilidade de 75% para 47%;
  • O cigarro prejudica a sensibilidade e causa alterações no olfato e paladar;
  • Ao fumar você literalmente está queimando seu dinheiro.
  • Não deixe o tabaco tirar seu fôlego! Apague esse mal.
  • Atrapalha sua vida social: causa mau hálito, deixa os dentes amarelados, causa problemas de fôlego, respiratórios, resistência física e envelhecimento precoce;
  • A dependência do cigarro eleva o risco de desenvolvimento de câncer dos pulmões, boca e de pênis, além de provocar doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC), bronquite, agravamento da tuberculose, desenvolvimento de alterações oculares (como: catarata e glaucoma), impotência sexual, dentre outras alterações de saúde;
  • Quem fuma possui um risco 10 vezes maior de desenvolver câncer de pulmão, 5 vezes maior de ter bronquite, enfisema pulmonar e infarto, além de 2 vezes mais chances de sofrer um acidente vascular cerebral (AVC);

Atenção: Existem dispositivos eletrônicos para fumar, que visam substituir o cigarro comum, estes possuem mecanismos de funcionamento que se assemelham ao mesmo. Há diversos modelos disponíveis para a venda, mas nenhum deles é seguro para sua saúde. Existe ainda o narguilé, comumente usado para fumar tabaco aromatizado. Seu cachimbo é normalmente compartilhado entre um grupo de pessoas, e este tipo de ação, expõe os usuários a contaminação por herpes e outras doenças da boca, além de hepatite do tipo C e tuberculose. O uso do narguilé parece inofensivo, mas o que quase ninguém sabe é que, em uma sessão de uma hora de uso, você inala o equivalente à fumaça de 100 a 200 cigarros.

Não deixe o tabaco tirar seu fôlego! Apague esse mal.