Por que precisamos falar em suicídio? 

O suicídio, ao contrário do que muitas pessoas pensam, é também um ato de comunicação. Quem na realidade comete o suicídio, tem a intenção de acabar com seu sofrimento e sentimentos negativos.
O índice é maior entre os adultos jovens. Entre jovens de 15 e 24 anos, essa é a segunda causa de mortes, ficando somente atrás dos acidentes automobilísticos.
Nove em cada dez mortes por suicídio podem ser evitadas, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), que também indica que a prevenção é fundamental para que possamos mudar este cenário. 

 

Quais são os sinais e sintomas de alguém que está em sofrimento emocional? 

Alguns sinais e sintomas podem indicar um quadro de sofrimento emocional, com possível ideações suicidas, sendo estes: tristeza profunda, distúrbios do sono, apatia, pensamentos negativos, baixa autoestima, dores, falta de cuidados com a aparência, irritabilidade, choro frequente, desinteresse na realização de atividades simples e mudanças comportamentais bruscas. 

 

Como podemos contribuir para a mudança deste cenário? 

A conscientização é uma das maiores ferramentas para a sensibilização da população, para que possamos falar sobre saúde mental e suicídio.
Precisamos estar mais abertos e sensíveis as nossas emoções e à das pessoas que nos rodeiam, muitas delas pedem ajuda, outras não sabem como pedir, prestar escuta ativa, acolhimento e realizar o direcionamento para o auxílio psicológico e social podem fazer a diferença, literalmente, entre vida e morte. Estimular o diálogo e abrir espaço para o outro, permite que possamos perceber possíveis alterações e auxiliá-lo.
O Centro de Valorização à Vida (CVV) é uma organização não governamental quatua no apoio emocional e na prevenção do suicídio por meio de canais digitaiscomo o telefone (188), através de ligações dos usuários, chat, e-mail ou atendimentos presenciais. 

 

 “A campanha é em setembro, mas falar sobre prevenção do suicídio em todos os meses do ano é fundamental!” 

Redigido por: Enf. Leticia O. Bosso
COREN-SP: 496588