Importância do Uso de Máscaras na Prevenção do Coronavírus

Quais as recomendações atuais quanto ao uso de máscaras?

No início da pandemia do Covid-19, a recomendação do uso de máscaras de proteção contemplava somente pessoas que estivessem apresentando sintomas respiratórios e para profissionais da área de saúde, que entravam em contato direto com pacientes que possuíam estes sintomas.

Segundo o decreto estadual do estado de São Paulo, nº 64.959, toda a população deve usar máscaras para sair, utilizar serviços de transporte público e circular pelas ruas do estado, sujeito a aplicação de multas em casos de não cumprimento da determinação, porque o vírus pode ser espalhado pelo ar, através de gotículas, como durante a fala, espirros ou tosse, entrando diretamente em nosso organismo ou permanecendo em superfícies. O uso das máscaras diminui o risco de contaminação.

O uso de máscaras em larga escala, possui como base principal, a proteção coletiva, uma vez que, vários indivíduos podem ser infectados pela doença e não apresentarem sintomas e ao conviver com alguém, este indivíduo pode disseminar ainda mais o vírus.

A máscara caseira faz uma barreira física tão boa quanto alguns tipos de máscaras. A diferença é que ela tem que ser lavada pelo próprio indivíduo para que se possa manter o autocuidado e são reutilizáveis.

É recomendado que para as máscaras caseiras, sejam utilizados tecidos 100% de algodão ou cotton para a fabricação, também sendo possível a utilização de TNT (tecido sintético). A máscara deve possuir duas camadas e tamanho adequado para cobrir nariz, boca e laterais do rosto.

O Ministério da Saúde elaborou algumas orientações para que a população possa confeccionar em casa suas próprias máscaras. O passo a passo está disponível no site.

Quais os principais cuidados que devo ter com minha máscara de proteção?

– As máscaras são individuais. Não as compartilhe com ninguém;

– Utilize sua máscara sempre que necessitar sair de casa. Caso seja necessário, leve consigo uma máscara reserva e uma sacola para guardar a máscara suja;

– Evite colocar as mãos no rosto durante e após o uso da máscara;

– Antes de tocar na máscara, higienize suas mãos com álcool gel ou água e sabão;

– Após a utilização, remova a máscara pelos elásticos e sem tocar na parte da frente;

– Mantenha a mesma afastada do rosto, roupas e superfícies, após retirá-la;

– Realize a orientação correta para a limpeza da máscara após a utilização, com a utilização de água e sabão ou água sanitária, deixando de molho por 30 minutos;

– Caso perceba que sua máscara esteja molhada ou danificada, a mesma deve ser trocada imediatamente por uma nova;

– Caso esteja utilizando máscara cirúrgica, descarte-a em uma lixeira com tampa;

– Sempre higienize suas mãos (preferencialmente com água e sabão) depois de tocar ou descartar sua máscara;

– Caso resida com alguém que foi contaminado pelo vírus, todos que vivem na residência devem utilizar máscaras;

– Recomenda-se que cada indivíduo possua cerca de 5 máscaras do tipo caseira.

Eu uso máscara, por mim e por você. Por nossas vidas!

Redigido por: Enf. Leticia O. Bosso – Coren/SP: 496588