Janeiro Roxo é o mês de conscientização e combate contra a hanseníase, para alertar a população sobre suas possíveis causas.

Você sabe o que é a hanseníase?

A hanseníase, conhecida antigamente como lepra, é uma patologia que pode afetar primariamente a pele e os nervos. Ela é causada por uma bactéria chamada Mycobacterium leprae, que pode se esconder, impedindo a defesa de nosso organismo. Além de afetar a pele e os nervos, ela pode afetar também, outros órgãos.

Como é a forma de transmissão?

A transmissão acontece pelo ar, em forma de gotículas e secreções nasais. Há 2 formas de contágio para a hanseníase: as formas contagiosas são chamadas de multibacilares e as não contagiosas paucibacilares. O contágio multibacilar é classificado pelo número de lesões na pele, acima de 5 lesões e paucibacilar, é classificado até 5 lesões (manchas) existentes na pele.

Como reconhecer?

A Hanseníase é reconhecida pelas possíveis manchas de pele, mais claras ou avermelhadas, alguns caroços que podem ser considerados a forma mais avançada e são facilmente reconhecidas. Porém, como a doença também afeta os nervos periféricos, é comum ter um distúrbio de sensibilidade. Essas manchas podem apresentar diminuição ou perda total da sensação ao calor, frio, dor e toque. Além disso, em formas mais avançadas, acaba-se tendo mais fraqueza nas mãos e nos pés.

Tratamento

O tratamento da hanseníase é dividido em duas partes, a forma mais branda é tratada no período de 6 meses e na forma mais avançada, o tratamento pode ser realizado no período de 12 meses. Pelo SUS, o tratamento é disponibilizado gratuitamente, podendo ser eficaz e adquirindo a cura.

Prevenção

Manter hábitos saudáveis, praticar atividade física, evitar o consumo de bebida alcoólica, ter boas condições de higiene ajudam a evitar a doença mas, a melhor prevenção, é o diagnóstico precoce e o tratamento adequado. A vacina BCG pode ser utilizada para prevenir a tuberculose e pode fornecer proteção contra a hanseníase também. É importante realizar o exame clínico com um especialista médico.