No dia 25 de maio é celebrado o “Dia Internacional da Tireoide “, com o intuito de conscientizar a população, sobre estar em alerta aos sinais do corpo, devido as patologias da tireoide.

A tireoide é uma glândula em formato de borboleta, é situada na região anterior do pescoço, responsável pela produção de hormônios que ativam o processo metabólico, regulando o nosso organismo.

Segundo a Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM), estima-se que 10% das mulheres acima de 40 anos e 20% das acima de 60 anos, tem alguma manifestação ou complicação na glândula.

Vale reforçar que pessoas de todas as idades, estão sujeitas a desenvolver patologias ligadas à tireoide.

O mau funcionamento da glândula tireoide pode acometer alguns problemas em nossos órgãos, como: cérebro, coração, rins e fígado. Dentre as patologias mais frequentes na tireoide estão o hipertireoidismo (aumento excessivo da produção de hormônios T3 Triiodotironina e T4 Tiroxina), o hipotireoidismo (diminuição da produção destes hormônios) e o câncer de tireoide (nódulo benigno ou maligno), que podem aumentar de tamanho homogeneamente.

Estima-se que 60% da população brasileira tenha nódulos na tireoide em algum momento da vida. Mas isso não significa que sejam malignos. Apenas 5% são cancerosos.

Sinais e Sintomas

Cansaço excessivo, diminuição da memória, dor muscular e articular, sonolência, aumento dos níveis de colesterol no sangue e depressão também são sintomas de hipotireoidismo

No caso de hipertireoidismo, geralmente causa o emagrecimento, suor excessivo, tremor de extremidades, o intestino solta, o coração dispara, a pessoa fica agitada e enérgica, dorme pouco, embora também esteja cansada.

Diagnóstico e Dicas

Para diagnosticar as alterações hormonais da tireoide:

  • Exames de sangue devem ser realizados a partir dos sintomas clínicos ou de rotina.
  • Observar se há aumento do volume do pescoço ou aparecimento de nódulos.
  • O exame mais indicado é um ultrassom de tireoide. E caso surgir alguma alteração, um especialista deve ser procurado.
  • O reconhecimento de um nódulo na tireoide pode salvar uma vida. Por isso, realize o autoexame, a palpação da glândula é de fundamental importância.

Lembre-se procure sempre o especialista. Cuide da sua Tireoide!