Conscientizar a população sobre a importância do diagnóstico precoce desta doença, que é considerada “silenciosa”, é um dos principais objetivos desta data.
De acordo com dados da Organização Mundial da Saúde – OMS, estima-se que o glaucoma afete entre, 1% e 2% da população com mais de 40 anos, em todo o mundo, o que representaria, cerca de 3 milhões de pessoas.
Porém, a estimativa, é que 65 milhões de pessoas tenham glaucoma, sendo esta doença a maior causadora da cegueira irreversível no mundo.
Doença que acomete os olhos e é provocada pela elevação da pressão ocular e não tem cura. Quando não é tratada precocemente, pode levar à cegueira.
Mas como ocorre?
A doença pode se desenvolver durante meses ou anos sem apresentar nenhum sintoma e esses, só aparecem na fase mais avançada, quando a pessoa começa a esbarrar nas coisas, pois está perdendo a visão periférica (vê bem o que está na sua frente, mas não enxerga o que está dos lados).

Atenção!
Pessoas que têm parentes portadores de glaucoma, indivíduos com mais de 40 anos, pacientes com alto grau de miopia e diabéticos, devem estar ainda mais atentos à realização dos testes de rotina.

E dá para prevenir o glaucoma?
Sim!!! A melhor maneira para isso, é consultar um médico oftalmologista, pelo menos uma vez por ano!
Por ser uma doença crônica e sem cura, ela pode ser controlada com o uso de medicamentos apropriados que normalizam a pressão intraocular e impedem que a doença avance, provocando a perda total da visão.

Olhe! Veja! Cuide da saúde dos seus olhos!!!