É pela boca, que é a maior cavidade do corpo humano, que temos contato com o meio ambiente, é a entrada para bactérias e outros microrganismos prejudiciais à saúde. Deve-se ficar alerta aos riscos que estamos expostos e procurar saber como se prevenir.

Erroneamente, a boca e o cérebro são tratados como partes independentes das demais partes do nosso corpo. Você já percebeu isso?

É como se os males que afetam o nosso corpo não afetassem aos dois e vice-versa. Até nos cuidados com a saúde, temos uma separação nas especialidades odontologia e psiquiatria/psicologia: são áreas distintas e raramente trabalham juntas aos profissionais médicos e enfermeiros.

Grande equivoco a nosso ver, que deve ser reparado à medida que evoluímos no cuidado do ser humano, como um todo.

É através da boca que nos comunicamos, alimentamos, hidratamos, relacionamos e quando necessário, fazemos uso de algumas medicações, ela está aberta a entrada e troca de micro-organismos e bactérias.

Os males mais comuns dos problemas ocasionados através da boca, são:

Mal hálito frequente, xerostomia ou boca seca, gengivite ou doença periodontal, lesões na boca, cáries. dor, déficit na mastigação, perda dentária e endocardite (doença que pode trazer sérios prejuízos a sua saúde, causada pela migração de bactérias existentes nas cáries dentais, que migram via corrente sanguínea e se alojam na musculatura do coração, causando infeção e podendo levar a óbito).

Outra doença difícil de ser tratada quando há alguma infeção de origem bucal, é o diabetes mellitus.

Cuidados para evitar os impactos negativos, além de consultar periodicamente um profissional, devemos manter a escovação dos dentes de forma correta, escovando não somente os dentes, mas também língua e céu da boca, diariamente, após cada refeição. São boas práticas para manutenção da saúde, assim como evitar o uso excessivo de álcool, fumo e a má alimentação.

Utilizar o fio dental diariamente: este ato impede o acúmulo de resíduos de comida e doces, e assim o surgimento de bactérias e mal hálito.

Manter uma alimentação saudável rica em nutrientes e ingestão de líquidos para manter os dentes fortes e saudáveis, evitar ao máximo o consumo excessivo de produtos açucarados, que em excesso, provocam as cáries.

Para a detecção e prevenção de doenças que possam comprometer não só a saúde bucal, como outras partes.

Quanto mais cedo, os bons hábitos são adquiridos, melhor serão as condições bucais ao longo da vida.

Cuide do seu corpo. Cuide de sua boca!