O Câncer de Próstata é uma doença silenciosa, que não costuma apresentar sintomas. A detecção precoce pode aumentar em 90% as chances de cura. No entanto, 87% dos homens afirmam que o preconceito atrapalha na prevenção. Diante deste cenário, a informação e conscientização são poderosas aliadas para mudarmos este quadro.

Ainda nos dias de hoje há muito preconceito no que se diz respeito ao exame periódico para a prevenção da patologia, visto que a realização do mesmo consiste em um toque retal realizado pelo Urologista.

Há ainda o exame de sangue chamado PSA (Antígeno Prostático Específico), este exame mensura os níveis de uma substância produzida pela glândula prostática, quando há a elevação dos níveis dessa substância, há o aumento da chance do surgimento de Neoplasia prostática. Embora exista a possibilidade de realização do exame de sangue, o toque retal ainda é o método de diagnóstico precoce mais eficaz, visto que os níveis de PSA podem variar por outros fatores como:

  • Aumento de tamanho da próstata – Hiperplasia prostática benigna ou um aumento não canceroso da próstata comum em homens idosos.
  • Idade – Os níveis de PSA normalmente aumentam lentamente à medida que o homem envelhece, sem sinal aparente de qualquer doença.
  • Prostatite – Infecção ou inflamação da próstata.
  • Ejaculação – Pode causar aumento do PSA por um tempo curto, que cai logo em seguida.
  • Andar de bicicleta – Alguns estudos sugerem que o ciclismo pode elevar os níveis do PSA.
  • Procedimentos urológicos – Alguns procedimentos urológicos realizados em consultório, que afetam a próstata, como biópsia ou cistoscopia, podem elevar os níveis de PSA por um curto período de tempo. Alguns estudos sugerem que o exame de toque retal pode elevar ligeiramente os níveis de PSA.
  • Medicamentos – Alguns hormônios masculinos, como a testosterona ou outros medicamentos que elevam os níveis de testosterona pode causar um aumento do PSA.

Deixe o preconceito de lado e realize um checkup periódico, pois o tratamento da patologia já instalada é muito mais incomodo do que a prevenção.