16702386

Pouca gente sabe, ou se importa, mas hoje é celebrado o Dia do Homem. As comemorações foram iniciadas em 1999 pelo Dr. Jerome Teelucksingh em Trinidad e Tobago, apoiado pela Organização das Nações Unidas e vários grupos de defesa dos direitos masculinos. Internacionalmente, ele é celebrado no dia 19 de novembro, mas, devido a uma iniciativa da Ordem Nacional dos Escritores, no Brasil ele é comemorado no dia 15 de julho. A criação da data teve como objetivo a promoção da saúde dos homens e a busca por igualdade entre gêneros.

O presidente da Sociedade Brasileira de Urologia seccional Rio Grande do Sul, Gustavo Franco Carvalhal, destaca que o urologista tem um papel importante na prevenção de doenças masculinas. Um estudo americano divulgado no The Journal of the American Medical Association em 2004 mostrou que a disfunção erétil é a primeira pista antes do aparecimento de doenças vasculares ou do coração.

– O urologista é o gatekeeper, o primeiro médico que vai atender esse homem que pode apresentar problemas vasculares ou cardíacos no futuro. Por isso a importância do homem deixar o preconceito de lado e consultar um médico – afirma o especialista.

Indagado por ZH, o urologista listou os principais problemas de cada fase da vida masculina:

Infância (até os 10 anos) – muito comum a incidência de infecções urinárias e fimose. Os pais devem ficar atentos.

Adolescência – o jovem deve estar atento às doenças sexualmente transmissíveis e AIDS. Qualquer anormalidade, o jovem deve procurar o médico.

Adulto – a formação de cálculos urinários é comum nos adultos jovens. Após os 40 anos, é indicado fazer um check up urológico e um exame para câncer de próstata.

Idoso – após os 65 anos, muitos homens podem apresentar disfunção hormonal, também conhecida como andropausa. Nesse caso, o paciente deve procurar um médico para fazer reposição de testosterona.

Carvalhal acredita que o Dia do Homem é uma data para disseminar essa cultura de prevenção e importante para conscientizar a importância do médico na vida masculina.

– A saúde do homem tem entrado na pauta governamental. E, para nós urologistas, é mais importante ainda pois somos muitas vezes o primeiro médico que examina esse paciente. Queremos os homens vivendo mais e melhor.

Fonte: ZeroHora.com.br